Cientistas no laboratório

Por trás da ciência Eucerin Protecção Solar

Para além de causar danos ao nível da superfície, a exposição desprotegida à radiação UV provoca danos invisíveis no ADN no interior do núcleo de cada célula da pele. Os códigos de ADN formam os blocos de construção (proteína) que compõem o corpo humano, e até as mais pequenas alterações neste código podem causar envelhecimento prematuro da pele e podem levar ao desenvolvimento de cancro de pele. A tecnologia de protecção de ADN de Eucerin acrescenta mais uma camada de protecção contra os raios solar que causam danos no ADN através de mecanismos de reparo do ADN no próprio corpo.

"Mais uma camada" de protecção contra os raios solares que causam danos na pele

Eucerin assume a sua responsabilidade na prestação de cuidados especiais de pele, incluindo a protecção solar, como sendo muito séria. Isso inclui estar constantemente à procura de novas maneiras de melhorar a tecnologia de proteção solar.

A protecção celular, e mais recentemente a proteção do ADN, são dois campos científicos importantes que se submeteram a uma extensa pesquisa feita por Eucerin.

Frank Rippke, investigador Eucerin, foi intimamente envolvido no desenvolvimento de novas abordagens para a protecção solar.

Mãos com luvas de plástico, segurando tubo de ensaio
A pesquisa extensiva relativamente à protecção celular e de ADN é feita por Eucerin.
Dois cientistas verificando uma substância
Os cientistas da Eucerin estão constantemente a pesquisar.

Da protecção celular para protecção do ADN

A protecção celular com Licochalcone A é um grande exemplo de uma descoberta científica de sucesso que tem melhorado a eficácia de Eucerin Sun.

Licochalcone A ajuda a proteger a pele dos danos celulares por neutralizar os radicais livres gerados pela radiação UV - a causa principal de stress oxidativo, que leva ao envelhecimento da pele prematuro e até mesmo ao cancro de pele.

Ilustração de danos UV e protecção solar

Agora Eucerin está um passo à frente. "Assim como nosso sistema de filtro UV* e a nossa tecnologia de protecção solar anti-oxidante Licochalcone A, incorporámos a protecção do ADN para uma protecção ainda mais abrangente contra os danos da pele causados pelo sol - tanto nas camadas superiores como nas mais profundas da pele."



* EU - Compliant and Cosmetics Europe – The Personal Care Association (anteriormente chamada Colipa)

Entre os muitos compostos que testámos para a protecção do ADN, o Ácido Glicirretínico, mostrou-se o mais promissor.

O Acido Glicirretínico é a aglicona de Glycyrrhizin, um dos muitos componentes conhecidos do extrato de raiz da Glycyrrhiza glabra (alcaçuz). É um triterpenoide que é conhecido pelas suas propriedades anti-inflamatórias, anti-oxidantes e anti-microbianas. Dados os seus muitos efeitos positivos conhecidos, investigámos as suas potenciais propriedades na foto-protecção de Ácido Glicirretínicona na pele humana.

Ilustração de protecção solar e reparo de DNA

"A sua eficácia na modulação e apoio dos processos de reparação do ADN natural da pele que foram danificados pelos UV é excepcional. Quando combinados, o Ácido Glicirretínico e o Licochalcone A, trabalham em conjunto de uma forma complementar para proteger a pele dos danos causados pelo sol. A protecção celular do Licochalcone A e protecção do ADN a partir de Ácido Glicirretínico oferece uma forma de evitar os danos da pele causados pelo sol. Ambos podem ajudar a evitar os foto-danos e apoiar os mecanismos de reparação do ADN da própria pele", explica Frank Rippke.

Ilustração de proteção solar com Ácido Glicirretínico
Ajuda a proteger as células da pele das radiações UV prejudiciais nas camadas mais profundas da epiderme e estimula os mecanismos de reparação do ADN na própria pele.

"Uma questão que temos de salientar, ainda assim, é que até mesmo a melhor protecção solar deixa passar os UV, podendo causar danos às células nas camadas epidérmicas mais profundas da pele. Se o dano for muito grande, não há maneira possível de reparar 100% o ADN. Por isso, recomendamos o uso da protecção UV diariamente - mesmo em dias nublados."

"Toda a vez que expomos a nossa pele excessivamente à radiação UV, o ADN da nossa pele fica danificada, resultando no envelhecimento prematuro da pele." 

Isto pode levar a perda de densidade ou de volume, dando lugar às rugas, manchas e pele áspera. 

"O rosto é a parte do corpo que está mais exposta ao sol, logo, precisa de maior protecção. Esta é a razão pela qual a maioria dos protectores solares para o rosto Eucerin contêm tanto Licochalcone A para a protecção das células, como Ácido Glicirretínico para a protecção do ADN."

Newsletter: Se a sua pele falasse, o que diria?

Cada pele tem a sua voz. Registe-se e ouça a sua!

My eucerin, newsletter

  • Receba conselhos sobre cuidados a ter com sua a pele e informação sobre as nossas inovações e produtos
  • Seja uma embaixadora Eucerin e teste os nossos produtos e inovações
  • Beneficie de campanhas exclusivas aos membros My Eucerin!