mulher com pele sensível

Compreender a pele – pH da pele

Ver mais

A pele tem muitas funções essenciais para o nosso bem-estar geral.

O papel mais importante que desempenha é a sua função de barreira protetora entre o nosso corpo e o mundo exterior, e o pH é um dos seus principais mecanismos de proteção. O pH da pele é constantemente desafiado por agressores externos como a poluição, as mudanças de temperatura e os produtos químicos. Proteger a pele com produtos adequados ajuda a manter o seu pH ideal, para que ela possa realizar o trabalho vital de nos proteger.

 

O que é o pH da pele?

Gráfico do ph da pele
O manto protetor da pele é levemente ácido

O pH ideal da pele na maior parte do rosto e corpo encontra-se entre 4,7 e 5,75. Um pH de 7 (equivalente à água pura) é considerado neutro. Qualquer valor abaixo é ácido e acima é alcalino, assim o pH natural da pele é ligeiramente ácido. Este pH levemente ácido é criado pelo manto ácido da pele, a parte de água do filme hidrolipídico que protege as camadas externas da pele. Leia mais em estrutura da pele.

O pH da pele varia de acordo com os géneros e pela sua localização no corpo. O pH também oscila em diferentes fases da vida.

Porque é importante o pH da pele?

pele com dermatite atópica
Quando o pH da pele é comprometido, é propenso a infeções
pele sensível
O manto ácido ajuda a manter a pele saudável

O pH da pele desempenha um papel importante nas condições de pele. O manto ácido é essencial para a barreira protetora da pele: neutraliza agressores à base de alcalinos (tais como os tensioativos abrasivos), inibe o crescimento de bactérias e restaura o ambiente ácido ideal para a flora natural da pele prosperar.

Se o pH da pele sobe para alcalino, o seu equilíbrio natural é perturbado. Os lipídios epidérmicos essenciais não podem ser sintetizados e a pele perde água e seca. Nesta condição, a camada exterior da pele (ou epiderme) já não é capaz de funcionar como uma barreira de proteção.

Quando a função de barreira da pele é comprometida pode tornar-se seca, sensível ou com hipersensibilidade. É suscetível a infeções e doenças, tais como dermatite atópica e rosácea, e a sua capacidade de proteger o corpo fica comprometida.

O que afeta o pH da pele?

Há muitos fatores externos e internos que podem ter impacto no pH da pele. A zona da pele também pode afetar o pH, bem como certas doenças de pele, tais como Dermatite Atópica.

Fatores Externos

mulher no cabeleireiro
Químicos abrasivos afetam o pH natural da pele
torneira
Lavagem frequente, com água muito quente, pode stressar a pele

Fatores externos que stressam a pele incluem:

  • Alterações de temperatura e humidade
  • Sujidade e poluição
  • Cosméticos alcalinos
  • Químicos

Produtos químicos com um pH alcalino são particularmente prejudiciais para o pH da pele. Sobrecarregam a capacidade de neutralização natural da pele, causam danos na sua estrutura e prejudicam a barreira protetora. Certos medicamentos (para tratamentos de quimioterapia, diuréticos e antibióticos) e procedimentos médicos (como radioterapia e diálise) também podem afetar as defesas naturais da pele, alterar o pH e prejudicar a sua função de barreira de proteção.

Leia mais sobre os fatores que influenciam a pele.

Fatores Internos

mulher a aplicar creme no ombro
Produtos que suportam o pH natural da pele ajudam a manter a pele em bom estado
bebé a dormir
O manto ácido protetor demora algum tempo a formar-se e os recém-nascidos têm a pele particularmente sensível

A nossa genética, idade biológica e hormonas também podem afetar o pH da pele.

O pH da pele masculina e feminina são ligeiramente diferentes. O pH médio da pele masculina é mais baixo devido à maior taxa de produção de sebo na pele masculina.

Durante as primeiras semanas de vida, a pele de um bebé tem um pH mais elevado, entre 6,5 e 5,5, porque o manto ácido protetor ainda não está totalmente formado. Leia mais sobre a pele dos bebés e das crianças. Como as hormonas mudam mais tarde na vida (durante a puberdade, a gravidez e a menopausa), o pH da pele também pode mudar. Leia mais sobre a pele em diferentes idades.

Podemos ajudar a manter o pH ideal da pele com um estilo de vida saudável, uma rotina de cuidados regular e o uso de produtos que respeitam o pH natural da pele e mantém a sua barreira de proteção. Leia mais em rotina diária de cuidados para o rosto e para o corpo.

Procure produtos médicos para a pele com ingredientes que restaurem o pH natural da pele e apoiem a sua regeneração. Também é aconselhável tratar determinadas áreas do corpo (como as mãos, axilas e área íntima) com produtos formulados para respeitar o seu pH natural.

Como é o pH da pele nas diferentes partes do corpo?

A estrutura da pele, e o seu pH, difere ligeiramente de onde se situa no nosso corpo. Enquanto a maioria da pele do rosto e do corpo tem um pH entre 4,7 e 5,75, há algumas diferenças notáveis:

corpo feminino
Quando a pele tem uma acidez baixa, é suscetível a infeções
mulher a aplicar creme nas mãos
As mãos precisam de cuidados especiais, porque o seu manto ácido protetor está sob stress

Mãos
As mãos trabalham muito e estão constantemente expostas a forças externas. Como resultado, o pH da pele das mãos altera-se. O seu manto ácido protetor pode enfraquecer e a pele fica mais suscetível a irritações.

Axilas
A pele das axilas pode ficar longos períodos sem luz ou ar, em condições que ajudam as bactérias a crescer. Além disso, é frequentemente submetida a produtos químicos devido à utilização de anti-transpirantes ou produtos de remoção de pêlos. Por estas razões, tem um pH perto de 6,5. Esta redução significativa da acidez torna-o mais suscetível a bactérias e é a desagregação desta bactéria que pode originar o odor desagradável.

Área genital
Assim como a pele das axilas, a pele na área genital tem um pH de 6,5. A sua reduzida acidez torna-a propensa a infeções bacterianas.

Complete a rotina

Encontre o ponto de venda Eucerin mais próximo