Mãe com o seu filho

Compreender a pele em diferentes idades

A pele é um organismo vivo que passa por alterações significativas durante a vida de uma pessoa: desde a pele delicada de um bebé, até ao acne na adolescência e as rugas na idade avançada. Cada estado tem os seus próprios problemas e os cuidados da pele devem refletir essas necessidades. Escolher os produtos adequados para limpar, proteger, nutrir e reparar a pele em cada um destes estados ajudará a manter a pele saudável e assegurar que tem o seu melhor aspecto, independentemente da sua idade.

Idades e estádios diferentes

Pele de bebé

A pele de bebé tem apenas um quinto da espessura da pele adulta. Tem o mesmo número de camadas, mas cada uma é consideravelmente mais fina, tornando-a especialmente delicada e sensível.

A camada exterior da epiderme é particularmente fina e as células são mais espaçadas do que na pele adulta. As glândulas sudoríparas e sebáceas são menos activas e o filme hidrolípido e o manto ácido protector estão ainda relativamente fracos. Isto significa que a função de protecção é menor e a pele do bebé é: 

  • menos resistente,
  • especialmente sensível às influências químicas físicas e microbianas,  
  • propensa a secar,
  • mais sensível aos UV.

A sensibilidade aos UV é aumentada pela baixa pigmentação da pele dos bebés. Os melanócitos (as células responsáveis pela produção de melanina) estão presentes, mas são menos activos e como tal, os bebés não devem apanhar sol. 

Os bebés têm também mais dificuldade em regular a temperatura do corpo do que os adultos. Isto acontece porque:
  • a superfície dos seus corpos é relativamente grande em relação ao seu volume, 
  • as suas glândulas da transpiração são menos activas,
  • a sua circulação cutânea não está totalmente formada e é lenta em adaptar-se.
Bebé a dormir
Cada camada da pele do bebé é muito mais fina do que a do adulto.
Bebé a brincar
Os bebés têm uma pigmentação mais baixa e mais dificuldade em regular a temperatura corporal.

É importante que os adultos tenham isto em consideração e controlem a temperatura ambiente. 

Leia mais sobre a pele do bebé, as condições e como cuidar dela em a pele das crianças.

A pele das crianças

Aos 4 anos, a pele e os seus apêndices (tais como o cabelo, unhas e glândulas) já estão um pouco mais maduros. No entanto, a pele das crianças ainda é muito fina e tem menos pigmentação do que a pele adulta. Por estes mecanismos de auto-protecção estarem menos desenvolvidos, a pele nova é particularmente sensível à radiação UV. Leia mais em a pele das crianças e como cuidá-la.   

Aos 12 anos, a estrutura e a função da pele das crianças corresponde à de um adulto.

Menina a tocar no braço
Aos 4 anos, a pele amadurece um pouco, mas ainda é muito sensível.

A adolescência

As mudanças hormonais da adolescência podem ter efeitos dramáticos na pele - principalemente no rosto, ombros, peito e costas. A produção de sebo aumenta e a pele torna-se mais oleosa e com tendência acneica. Ainda assim desaparecerá com o passar dos anos, embora no caso das mulheres, a acne possa continuar até à meia idade ou mais.

Adolescente aplica creme no rosto
As mudanças hormonais podem provocar irregularidades na pele que desaparecem mais tarde.

Aos 20 e muitos anos

A genética, o estilo de vida e o ambiente determinam o estado no qual a epiderme e a

derme começam a perder espessuara, mas por volta dos 25 anos, os primeiros sinais de envelhecimento aparecem, normalmente na forma de linhas finas.

Quando a pele começa a perder espessura, a sua função barreira e a sua protecção natural contra os UV ficam reduzidas gradualmente.

A massa de colagénio e flexibilidade também decrescem 1% por ano.

Rosto de mulher
Aos 25 anos, os primeiros sinais de envelhecimento podem tornar-se visíveis.

Durante os 30 anos

  • A função barreira da pele fica cada vez mais enfraquecida. 
  • Os processos metabólicos das células começam a abrandar.  
  • A perda de hidratação aumenta. 
  • A elasticidade da pele diminui.

Mulher olha sobre o ombro
A hidratação e a elasticidade reduzem e as rugas começam a formar-se.

Dos 40 aos 50 anos

Durante as próximas décadas, a estrutura da pele muda gradualmente:  

Epiderme:
A estrutura ordenada das camadas individuais da epiderme perde-se. Formam-se menos células, as células existentes diminuem e as camadas superiores da pele reduzem-se. Isto provoca: 

  • Um aumento de aspereza e secura.
  • Áreas de hiperpigmentação (conhecidas como manchas da idade).
  • A cicatrização de feridas é retardada e há um maior risco de infecção.   

Derme:
Os tecidos conectores das camadas intermédias perdem a sua estrutura fibrosa e a capacidade de reter água e as fibras elásticas degeneram, dando origem à perda de força e elasticidade e ao aparecimento de rugas.

Há também um decréscimo do desenvolvimento de vasos sanguíneos na derme. A derme dá nutrientes à epiderme e, sem nutrição, ambas as camadas e as ligações entre elas ficam mais finas, resultando numa perda de densidade e firmeza na pele (comum em mulheres na pós-menopausa). O fluxo sanguíneo reduzido também causa perda de luminosidade. A pele pode parecer baça e podem surgir vasos capilares rebentados.
Mulher toca o nariz e o queixo
A aspereza, secura, hiperpigmentação e o risco de infecção cutânea podem aumentar.
Rosto e mãos de mulher
Um decréscimo no desenvolvimento dos vasos sanguíneos pode tornar a pele menos radiante.

Subcutâneo:
A camada inferior de tecido gordo reduz gradualmente, resultando na perda de volume e perda de densidade
A energia da pele fica também reduzida e a pele fica menos resiliente à pressão.

Durante os 60 e 70 anos

Mulher de meia-idade toca na pele com a mão
A regeneração diminui e a sensibilidade aos UV pode aumentar.

A partir dos 70 anos, a função de imunidade da pele reduz, tornando-a mais susceptível a infecções. 

Leia mais sobre estrutura da pele em estrutura e função da pele. Leia mais sobre o processo de envelhecimento, como cuidar da pele e retardar os sinais de envelhecimento geral da pele. 
A pele masculina e feminina envelhecem de forma diferente. Para saber mais leia como a pele masculina e feminina diferem.

Rosto de mulher idosa
As infecções podem aumentar devido à redução da função imunitária.

O que causa o envelhecimento da pele?

O envelhecimento da pele é causado por uma combinação de factores internos e externos. Compreender o modo como estes os factores afetam a estrutura e função da pele, pode ajudar a escolher os melhores cuidados.

Factores internos

A nossa idade determina mudanças estruturais na pele, algumas das quais são inevitáveis:   

  • Uma menor irrigação sanguínea significa menos oxigénio e menos nutrientes que viajam até à superfície da pele, o que resulta numa pele mais baça.
  • A actividade mais baixa das glândulas sebáceas e sudoríparas leva ao enfraquecimento do filme hidrolípido, secando a pele. Leia mais em pele seca induzida pela idade.  
  • A redução da produção de estrogénio após a menopausa, juntamente com a diminuição da regeneração da pele, afecta a estrutura da pele do rosto feminina.  

A genética tem também um papel importante na forma como a pele envelhece. A nossa etnicidade, género e o tipo de pele têm influência na rapidez com que os sinais de envelhecimento aparecem na superfície da pele.
Ilustração gráfica da superfície da pele.
Pele jovem com uma epiderme espessa e ligações fortes de fibras de colagénio.
Ilustração gráfica da estrutura da pele.
Pele envelhecida com epiderme mais fina e ligações enfraquecidas de fibras de colagénio.

Factores externos

Estima-se que 80% do envelhecimento da pele é causado por factores externos que podem ser influenciados por:

  • Factores ambientais: exposição aos UV, alterações climáticas e poluição do ar. 
  • Factores de estilo de vida: fumar, álcool, nutrição, stress e falta de cuidados adequados.

Leia mais sobre os factores que influenciam envelhecimento da pele e factores que influenciam a pele

Pesquisas mostram que áreas da pele que não são expostas ao sol, mantêm a elasticidade e a capacidade de regeneração até uma idade avançada. É a exposição aos UV que causa o envelhecimento prematuro da pele. Isto significa que reduzir a nossa exposição ao sol e usar protecção solar eficaz é vital para se poder retardar os sinais do envelhecimento prematuro. Leia mais em sol

A limpeza diária com produtos adequados a cada tipo de pele, condição e idade ajudam a manter a pele saudável e retarda os sinais do envelhecimento prematuro. Leia mais em rotina do cuidado diário para o rosto.
Mulher aplica creme no rosto.
Estima-se que 80% do que influencia o envelhecimento são factores externos e podem ser controlados.
Mulher limpa a pele com um disco de algodão.
A limpeza diária e a exposição reduzida ao sol podem retardar o envelhecimento prematuro.

Newsletter: Se a sua pele falasse, o que diria?

Cada pele tem a sua voz. Registe-se e ouça a sua!

My eucerin, newsletter

  • Receba conselhos sobre cuidados a ter com sua a pele e informação sobre as nossas inovações e produtos
  • Seja uma embaixadora Eucerin e teste os nossos produtos e inovações
  • Beneficie de campanhas exclusivas aos membros My Eucerin!