Ilustração de regeneração da pele

Compreender a pele Estrutura e função da pele

A pele é vital para a nossa saúde e bem-estar. Sendo a primeira linha de defesa do nosso corpo contra as bactérias e fungos, uma pele saudável mantém o equilíbrio dos fluidos e ajuda a regular a temperatura corporal. É altamente sensível, reconhecendo o toque mais leve e a dor. Sendo o nosso maior e mais visível órgão, cobre cerca de 2m2 e perfaz quase um sexto do nosso peso, o estado da pele pode ter também um impacto significativo na nossa auto-estima.

Estrutura da pele

Um órgão dinâmico e em constante mudança, a pele consiste em três camadas principais - a epiderme, a derme e a subcutânea. Cada uma composta por diversas sub-camadas. Os apêndices da pele - tais como os folículos e as glândulas sebáceas e sudoríparas - também têm vários papéis na sua função geral.

Ilustração gráfica da camada de pele.
A pele consiste em três camadas: epiderme, derme e subcutânea.

Epiderme

Como a camada mais exterior que vemos e tocamos, a epiderme protege-nos das toxinas, bactérias e perda de líquidos. Consiste em 5 camadas de células queratinócitas. Estas células, produzidas na camada basal mais interior, migram em direcção à superfície da pele. À medida que o fazem, amadurecem e passam por várias mudanças. É este processo, conhecido por queratinação, que torna as sub-camadas distintas.

  1. Camada basal (ou estrato basal): A camada mais interior onde são produzidas as células queratinócitas.  
  2. Camada espinhosa (ou estrato espinhoso): Os queratinócitos produzem queratina (fibras de proteína) e tornam-se em forma de fuso.
  3. Camada granulosa (estrato granuloso): A queratinização começa - as células produzem grânulos duros e, à medida que empurram para cima, esses grânulos tornam-se em queratina e epidérmicas lipídios.
  4. Camada clara (estrato lúcido): As células são fortemente comprimidas, achatadas e indistinguíveis.
  5. Camada córnea ( ou estrato córneo): A camada mais exterior da epiderme com cerca de 20 camadas de células mortas, dependendo do sítio da pele. Estas células mortas surgem regularmente num processo chamado descamação. A camada córnea possui também glândulas sudoríparas e as aberturas das glândulas sebáceas.
Ilustração de grande plano da camada dura
A camada mais exterior é chamada camada córnea e é onde as células mortas aparecem regularmente.

As células na camada córnea estão ligadas por lípidos epidermais. Estes lípidos são essenciais para uma pele saudável: criam a sua barreira protectora e ligam a hidratação. Quando faltam os lípidos, a pele pode tornar-se seca e áspera.

A epiderme está coberta por uma emulsão de água e lípidos (gorduras) chamada filme hidrolípido. Este filme, mantido por secreções das glândulas sudoríparas e sebáceas, ajuda a manter a nossa pele firme e actua como mais uma barreira contra as bactérias e fungos. 

A parte aquosa deste filme, chamado manto ácido protector, contém:

  • Ácido láctico e vários aminoácidos do suor. 
  • Gorduras ácidas do sebo. 
  • Aminoácidos, ácido carboxílico pirrolidona e outros factores hidratantes naturais (FHN) que são basicamente derivados do processo de queratinização.
Dentro da camada córnea, as células estão ligadas por lípidos, essenciais para manter a pele saudável.

O manto ácido protector dá à pele saudável a seu pH levemente ácido, entre 5.4 e 5.9. É o ambiente ideal para
  • O crescimento de micro-organismos benéficos (chamados flora da pele) e para a destruição dos micro-organismos prejudiciais. 
  • A formação de lípidos epidermais. 
  • As enzimas que conduzem o processo de descamação.
  • A camada dura poder reparar-se quando danificada.

Na maior parte do corpo, a epiderme é apenas 0.1mm no total, embora seja consideravelmente mais fina à volta dos olhos (0.05mm) e mais grossa na sola dos pés (entre 1 a 5mm). Para saber mais, leia compreender a pele em diferentes partes do corpo e como difere a pele masculina e feminina.

Derme (ou corium)

A derme é a camada intermédia grossa, elástica mas firme da pele, composta por 2 camadas
  • A camada inferior (ou estrato reticular) uma área profunda e grossa que forma uma passagem líquida com a subcutânea.  
  • A camada superior (ou estrato papilar): forma uma passagem definida e ondulada com a epiderme.
A derme consiste numa camada superior espessa no tecido subcutâneo e numa camada inferior de onda na epiderme.

Os principais componentes da derme são colagénio e elastina, tecidos conectores, que dão força e flexibilidade e são componentes vitais para uma pele jovem e saudável. Estas fibras estão contidas numa substância gelatinosa (contendo ácido hialurónico) que tem uma grande capacidade de retenção de água e ajuda a manter o volume da nossa pele.

O estilo de vida e factores externos, tais como o sol e as mudanças de temperatura, têm impacto nos níveis de colagénio e elastina e na estrutura das substâncias circundantes. À medida que envelhecemos, a nossa produção natural de colagénio e elastina diminui, assim como a capacidade da pele de reter água. A pele tem um aspecto menos tonificado e surgem as rugas. Leia mais em factores que influenciam a pele, como o sol afecta a pele e envelhecimento da pele.

A derme tem um papel importante na protecção do corpo contra influências externas e irritantes, mas também tem a função de nutrir as camadas superiores da pele a partir do interior

  1. A sua textura espessa e firme ajuda a atenuar as pressões externas e, quando ocorrem danos, contém tecidos conectores, tais como fibriblastos e mastócitos que curam as feridas.  
  2. É rica em vasos sanguíneos que nutrem a epiderme enquanto expulsam as impurezas.  
  3. As glândulas sebáceas (que trazem sebo ou óleo para a superfície da pele) e as glândulas sudoríparas (que fornecem água e ácido láctico para a superfície da pele) estão ambas localizadas na derme. Estes fluidos combinados formam o filme hidrolipídico.

A derme contém também:

  1. Vasos linfáticos.  
  2. Recetores sensoriais. 
  3. Raízes do cabelo: as terminações bulbosas dos fios do cabelo onde se desenvolve.
Ilustração de grande plano da derme.
A derme protege o corpo com o seu acolchoamento, a sua capacidade para nutrir e remover as impurezas, assim como a sua capacidade para transpirar.

Tecido subcutâneo (ou hipoderme)

A camada mais interior da nossa pele armazena energia enquanto acolchoa e isola o corpo. É composta principalmente por:   
  • Células gordas (adipócitos): agrupadas em conjuntos, como almofadas.
  • Fibras de colagénio especiais (chamadas tecido septo ou fronteiras): tecidos conectores esponjosos que mantêm as células agrupadas.   
  • Vasos sanguíneos.    

O número de células gordas contidas no tecido subcutâneo varia em diferentes partes do corpo. Além disso, a distribuição das células gordas varia entre homens e mulheres, assim como a estrutura de outras partes da pele.

A pele muda durante a nossa vida. Para saber mais, leia pele em diferentes idades.
Ilustração do tecido subcutâneo
O tecido subcutâneo acolchoa e isola o corpo e contém células gordas, fibras de colagénio e vasos sanguíneos.

Função da pele

A pele é vital para a nossa saúde e bem-estar. A pele saudável actua como uma barreira entre o mundo exterior e o interior do corpo e a nossa primeira e melhor defesa contra:

Ilustração das capacidades da pele

Frio, calor, perda de água e radiação: assim como a camada mais exterior da pele, a camada córnea tem um papel essencial na protecção do corpo contra o ambiente limitando a quantidade de água perdida pela epiderme. 

Contém factores naturais de hidratação (FNH) - derivados dos óleos sebáceos da camada córnea, incluindo ácido láctico e ureia. Estes ligam-se com água e ajudam a manter a elasticidade e a firmeza da pele. Se faltarem estes factores, a pele perde hidratação. Quando a hidratação da camada córnea baixa para menos de 8-10%, torna-se áspera e seca, e com tendência para gretar.

Quando a pele é exposta regularmente aos UV, a produção de melanina na camada basal aumenta, a pele engrossa para se proteger e pode ocorrer hiperpigmentação. Leia mais em como o sol afecta a pele

As células gordas no tecido subcutâneo também isolam o corpo do frio e calor.

Ilustração de corpo masculino e feminino
Barreira mais exterior
Ilustração da protecção UV da pele
Protecção UV

Pressão, choques e abrasão: mais uma vez, a epiderme forma a primeira linha de defesa. As células gordas no tecido subcutâneo providenciam acolchoamento que age como amortecedor de choques, protegendo o tecido muscular e fáscia (o tecido fibroso que envolve os músculos).  

Quando a pele é exposta a certos estímulos externos, a camada córnea fica mais espessa, por exemplo, quando se formam calosidades nos pés e mãos que estão expostos a fricção constante.

Substâncias químicas: A capacidade de tampão do filme hidrolípido e do manto ácido protector, ajudam a proteger o corpo dos químicos alcalinos prejudiciais. Leia mais em factores que influenciam a pele.    

Bactérias e vírus: A camada córnea da epiderme e o seu manto ácido protector formam uma barreira contra as bactérias e fungos. Se algo passa esta primeira linha de defesa, o sistema imunitário da pele reage.
Ilustração da barreira protectora da pele
Barreira protectora
Ilustração da pele
Sensação

  A pele tem vários papéis essenciais para a nossa saúde e bem-estar:

Regulação de temperatura: A pele transpira para arrefecer o corpo e contrai o sistema vascular na derme para conservar o calor.

Controlo de sensações: As terminações nervosas da pele tornam-se sensíveis à pressão, vibração, toque, dor e temperatura. 

Regeneração: A pele tem a capacidade de se cicatrizar.  

Fonte de nutrientes: As células gordas no tecido subcutâneo são unidades importantes de armazenamento para os nutrientes. Quando o organismo precisa deles, estes passam para os vasos sanguíneos circundantes e são levados para onde é necessário.

A pele tem também um papel psicológico importante. Sendo o indicador mais visível de saúde, a condição da nossa pele afecta o modo como nos sentimos sobre nós próprios e como os outros nos vêem. Quando a pele está saudável tem capacidade para desempenhar melhor o seu papel e nós sentimo-nos mais confortáveis e confiantes.
Ilustração da regulação de temperatura da pele
Temperatura
Ilustração da pele
Regeneração

O que acontece quando a pele está danificada?

A pele saudável é uniforme na sua cor, suave na textura, bem hidratada e adequadamente sensível ao toque, pressão e temperatura. Quando a barreira natural da pele é perturbada, a sua função protectora e aparência saudável ficam comprometidas:

  • Perde hidratação e elasticidade e pode ter um aspecto seco, áspero, gretado e/ou flácido:
  • Torna-se cada vez mais sensível às influências externas (como o sol e mudanças de temperatura) e fica particularmente sujeita a infecções.

A pele infectada pode ficar inflamada com a tentativa das células imunitárias se moverem e tentarem reparar a barreira danificada e ultrapassar a infecção. No caso de problemas como a Dermatite Atópica e escalpe com prurido, um tratamento especializado é muitas vezes necessário para quebrar o círculo vicioso de prurido repetido, futuras infecções, mas também para ajudar a regenerar a barreira natural da pele.

A pele tem vários mecanismos de regeneração e reparação. A camada basal assegura uma renovação constante da epiderme, através da divisão contínua das células:
  • Se uma ferida ficar confinada à camada superior da pele, os danos (chamados de erosão) podem sarar sem cicatrização.   
  • Se os danos chegarem à derme e a membrana basal for afectada (por ex.: uma úlcera) deixará uma cicatriz.  

Cicatrizar uma ferida segue vários passos:
  1. O sangue coagulado forma uma membrana com uma superfície dura que se pega à ferida (crosta).  
  2. As células mortas e danificadas e o seu tecido conectivo são decompostas e dissolvidas pelos enzimas.
  3. As células que protegem o corpo ao digerirem bactérias e células mortas ficam activas. Os fluidos linfáticos chegam à ferida.  
  4. Novas células - incluindo os brotos capilares, tecidos conectores e fibras de colagénio - formam um processo conhecido como epitelização. 

Esta última etapa pode ser estimulada e apoiada pela aplicação de produtos tópicos que auxiliam a cicatrização (por exemplo: dexpantenol).

Leia mais sobre os factores que influenciam a saúde da pele e sobre como manter a pele saudável em factores que influenciam a pele, cuidados com a pele no corpo e uma rotina de cuidados diários para o rosto.

Newsletter: Se a sua pele falasse, o que diria?

Cada pele tem a sua voz. Registe-se e ouça a sua!

My eucerin, newsletter

  • Receba conselhos sobre cuidados a ter com sua a pele e informação sobre as nossas inovações e produtos
  • Seja uma embaixadora Eucerin e teste os nossos produtos e inovações
  • Beneficie de campanhas exclusivas aos membros My Eucerin!